65% das mulheres brasileiras sofrem de falta de libido

65% das mulheres brasileiras sofrem de falta de libido

my-portfolio

Claramente nos dias de hoje todos nós estamos submetidos à insanas quantidades de cobranças e expectativas, explica o Dr. Sandro Tubini, psicólogo.

Ser grato ajuda a viver melhor e mais feliz
Você tem vergonha de amar?
Dormir bem deixa as pessoas menos medrosas

Libido x Sexualidade

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo realizou levantamento alarmante. Segundo a pesquisa, 65% das mulheres que procuram o Ambulatório de Sexualidade da Ginecologia apresentam falta de libido.

Segundo o Hospital, não há uma fórmula mágica para a falta de libido, cujo problema aparece em todo tipo de idade ou extrato social. Na maior parte das pacientes, os problemas são relacionados a fatores psicológicos causados por fatores emocionais e à monotonia conjugal e exatamente por este motivo é que essas pacientes mulheres são submetidas à tratamentos mentais, tais como terapia cognitiva comportamental em grupo, levando-as a refletir sobre sua própria sexualidade, seu corpo e suas fantasias.

Das cerca de 150 e 200 pacientes registradas no HC, outras 23% reclamam de anorgasmia (ausência de orgasmo) e 13% sofrem de vaginismo, conhecido como a contração involuntária dos músculos próximos da vagina, causando dor e desconforto durante a relação sexual.

O impacto no comportamento e na saúde

“O conceito de sexualidade é mental e não orgânico, por este motivo, a linha inicial de tratamento para qualquer destes casos deva ser a psicoterapia. Claramente, nos dias de hoje, todos nós estamos submetidos à insanas quantidades de cobranças e expectativas, que são nocivas, especialmente para as mulheres que sofrem demais com o estresse”, orienta o Dr. Sandro Tubini, (psicólogo e psicoterapeuta da Clínica de Comportamento e Saúde).

Equipe Comportamento e Saúde (Angela Miguel).

 

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0