É comum sentir o peso do estresse na pele

É comum sentir o peso do estresse na pele

my-portfolio

O segredo para se manter a vida em equilíbrio é ter uma atitude de responsabilidade e compromisso consigo mesma, afirma a Dra. Daniele N. Tubini, psicóloga.

20 razões para você ter um cachorro
7 sinais de que você está com esgotamento mental
Palmada educa? Pais devem conhecer consequências

Estresse na pele

A pele é o maior órgão do corpo humano e funciona como uma “barreira” entre nosso corpo interno e o ambiente externo. Não é à toa que esse órgão seja tão prejudicado pelo estresse e fique tão vulnerável ao aparecimento de acne, vitiligo, psoríase e alergias.

Em situações de estresse, o corpo libera um conjunto de substâncias como cortisona, epinefrina e norepinefrina que regulam nosso sistema imunológico e neurológico. Só que liberadas em excesso, no caso de estresse duradouro, comprometem o funcionamento de nossas células de defesa, deixando-nos vulneráveis a doenças de pele. Veja:

  • Vitiligo: nosso organismo passa a reconhecer a melanina como um corpo estranho e produz células de defesa (anticorpos) para atacar este estranho, destruindo a melanina e deixando as manchas brancas características da doença.
  • Psoríase: o estresse aumenta a função fisiológica, ou seja produz rápida e desordenadamente células da pele, podendo se instalar a psoríase.
  • Acne: o estresse aumenta a produção de substâncias que se ligam às glândulas sebáceas, deixando-as sobrecarregadas e aumentando a oleosidade, favorecendo o aparecimento da acne.
  • Envelhecimento: o estresse aumenta a produção de radicais livres, que aceleram a flacidez da pele.

Dicas para lidar com o estresse

Nossa reação ao estresse pode aparecer como doenças de pele ou outras doenças psicossomáticas. O que podemos fazer para evitá-las é tentar controlar o estresse. “Os mecanismos de controle do estresse são eficientes para prevenir a causa destas doenças, evitando assim seu aparecimento,” ensina a Dra. Daniele N. Tubini, psicóloga e psicoterapeuta da capital paulista.“O segredo para se manter a vida em equilíbrio é um ter uma atitude de compromisso consigo mesma, dedicando tempo para atividades que hoje em dia são vitais, como: praticar exercícios, boa alimentação, e ter uma mente relaxada e confiante em relação à vida” complementa.

Equipe Comportamento e Saúde

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0