Educação financeira será matéria curricular nas escolas

Educação financeira será matéria curricular nas escolas

my-portfolio

A escola tem o objetivo fundamental de preparar cognitivamente o ser humano para a vida na sociedade, explica o Dr. Sandro Tubini, psicólogo.

Dormir bem deixa as pessoas menos medrosas
Crianças com HIV terão novo remédio com tecnologia inovadora
Os filhos crescem, mas eu não vejo. Para onde eu olho?

Crianças e jovens aprenderão como lidar com seu dinheiro nas escolas públicas.

Garantia para o futuro financeiro

Está em andamento um projeto sobre educação financeira para crianças e jovens nas escolas. Os ensinos básico, fundamental e médio teriam matérias direcionadas a ensinar como os futuros trabalhadores poderão administrar seu dinheiro com consciência. A sugestão já está sendo avaliada por um conselho de representantes de escolas públicas e privadas.

A meta é que o projeto seja implantado em até três anos em mil escolas. Educadores e profissionais da área apontam para o perigo do “analfabetismo” financeiro da sociedade. A ideia é incentivar a preocupação com a própria renda na população desde pequena, fazendo entender os impactos das próprias ações na economia em geral.

O impacto no comportamento e na saúde

“A escola tem o objetivo fundamental de preparar cognitivamente o ser humano para a vida na sociedade, por isso é muito importante a transmissão de conhecimento sobre a principal ferramenta do homem moderno, que é o dinheiro”, explica o Dr. Sandro Tubini (psicólogo e psicoterapeuta da Clínica de Comportamento e Saúde).

Equipe Comportamento e Saúde

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0