Estão tentando tirar o controle dos pais sobre seus filhos

Estão tentando tirar o controle dos pais sobre seus filhos

my-portfolio

"A família é um ninho de amor e de valores. É responsabilidade dos pais nutrir as bases ideológicas dos filhos, de acordo com os valores tradicionais que vem de suas famílias-origem", explica o Dr. Sandro Tubini, psicólogo.

Por que nossos filhos estão precisando tanto do divã?
Os filhos crescem, mas eu não vejo. Para onde eu olho?
Palmada educa? Pais devem conhecer consequências

Pais sem controle

Com o atual quadro da qualidade do ensino no Brasil, as escolas deveriam estar extremamente preocupadas em melhorar os níveis de aprendizado de seus alunos. Porém, em vez disso, estão querendo tomar para si temas que cabem aos pais transmitir a seus filhos, conforme as convicções de cada família.

Se o resultado da educação brasileira não fosse alunos saindo das escolas sem o conhecimento do próprio idioma, sem o domínio das quatro operações básicas de matemática e com uma carência enorme de conhecimentos gerais, até poderia se justificar essa busca por incorporar novos temas na grade curricular. Mas, nossa realidade é das piores e a escola parece não se importar.

“A família é um ninho de amor e de valores. É responsabilidade dos pais nutrir as bases ideológicas dos filhos, de acordo com os valores tradicionais que vem de suas famílias-origem”, explica o Dr. Sandro Tubini, psicólogo.

É papel da escola?

Quando vejo professores difundindo ideologia de gênero, confundindo crianças e adolescentes – que saem das salas de aula sem saber quem são – e demonstrando colocação de preservativo em aluno em plena aula, me faz comemorar o fato de não ter filhos.

Honestamente, eu não saberia o que fazer com um filho nos dias de hoje. Para qual escola o mandaria? Como controlaria seu acesso à internet e todo seu conteúdo que não passa por nenhum tipo de filtro? Como o educaria para não se deixar confundir com os mais de setenta tipos de orientação sexual “disponíveis no mercado” atualmente? Sim, setenta! É como colocar uma criança diante de uma prateleira com setenta tipos de doce e pedir que ela escolha um deles – ou vários – para ser sua identidade dali em diante. E, claro, com direito a mudar de ideia e trocar de doce sempre e quando quiser.

Moral, valores e bons costumes

É triste ver a derrocada da educação como um todo, pois, por um lado, muitos pais estão delegando à escola a tarefa de educar seus filhos para a vida e, de outro, a escola, que não está cumprindo seu papel de ensinar nem mesmo o básico, mas ocupando-se de transmitir doutrinas ideológicas extremamente perigosas.

Esse perigo vem de ideias como um dos tipos de orientação sexual denominada pansexualidade, palavra derivada do prefixo grego “pan”, que significa tudo ou todos. Ou seja, o seu filho está sendo ensinado que é correto e aceitável se relacionar sexualmente com tudo e com todos. E tudo ou todos pode incluir animais, crianças ou qualquer objeto.

Já imaginou que a sua criança está sendo ensinada que se um adulto se relacionar sexualmente com ela é apenas mais uma das tantas formas possíveis de “amar”? O perigo está no fato de que a pedofilia vem sendo pouco a pouco transformada em algo aceitável e até mesmo correto. É isso mesmo que você quer?

Cuidado com a ideologia de gênero, pois ela não é apenas uma ideia, mas uma tentativa de fazer o errado virar certo por força de lei. E quem propõe as leis neste país são os deputados, portanto, você ainda tem chance de mudar essa onda sombria que está querendo atingir nossa sociedade.

Equipe Comportamento e Saúde (R7)

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0