EU, VOCÊ e a Ansiedade

EU, VOCÊ e a Ansiedade

Um manual detalhado sobre o mal do século

my-portfolio

Eu não a vejo, mas sei que ela existe, só não entendo porque ela sempre aparece nos momentos mais importantes da minha vida.

Mãe pune filha pelo bullying e dá exemplo
Por que algumas pessoas têm medo de conflitos?
Você é viciado em pornografia?

Eu, você e a Ansiedade

De todas as relações possíveis de serem combinadas, eu acredito que a relação do ser humano com a Ansiedade seja a mais complicada e a mais marcante de todas em nossa vida.

E isso ocorre por 2 motivos bem objetivos. O primeiro motivo é o fato de que, tanto o Eu, quanto a Ansiedade existirem, serem perceptíveis, mas mesmo assim não conseguimos ter uma noção clara da ação delas em nossas vidas.

E o segundo motivo se dá pelo fato de que,  a ação destas duas variáveis é tão antiga em nossas vidas, tão antiga quanto nossa consciência, mas mesmo assim não temos grande facilidade e nem controle sobre elas.

Vejam só.

O Eu é o conceito psíquico mais trabalhado por psicólogos no mundo inteiro e é a partir do Eu que toda a identidade se desenvolve e promove suas preferências.

Assim, é a partir do que Eu que a pessoa passa a entender e refletir sobre suas necessidades. Por exemplo, ao pensar um pouco na própria vida é que as pessoas chegam algumas conclusões, como: eu tenho, eu compro, eu gosto, eu quero, eu faço… enfim, o “eu” é o elemento que “sofre” todas as ações e reações na vida, por isso, nada mais certo do que explanar sobre a ansiedade a partir deste referencial tão pessoal.

E por fim, a tão popular Ansiedade, o mal do século.

“Agora, falando sobre a Ansiedade, é importante saber que ela é um fenômeno natural em qualquer pessoa, mas mesmo assim ela também é a grande responsável por grande parte de nossos sofrimentos mentais e por isso é considerada: o mal moderno”, explica o dr. Sandro Tubini, psicólogo.

A relação entre o Eu e a Ansiedade

A ansiedade é relativa, no sentido de que, ela é maior ou menor, dependendo diretamente daquilo que meu “eu” traçou de meta e objetivos em minha vida.

Em outras palavras, a ansiedade está intimamente relacionada por nossas definições de futuro e claro, por quanto tempo e por qual trajeto, essas definições vão ocorrer para sair do ponto de partida até chegar ao ponto de realização.

“Assim, todos nós estamos submetidos à ansiedade, desde o momento que traçamos um objetivo até a hora de conseguirmos realizar tal ideal”, explica a Dra. Daniele N. Tubini, psicóloga.

Por isso, é muito importante temos, calma e tranquilidade nas escolhas de vida, pois essas escolhas não podem ultrapassar a nossa capacidade de realização. O ideal é um dar um passo de cada vez.

Eu e a Ansiedade

Eu e a Ansiedade

Ansiedade (o que é)

Ansiedade (por idade)

Ansiedade (principais motivos)

Ansiedade (níveis)

Ansiedade (o que fazer)

Um tímido e a Ansiedade

Um carente e a Ansiedade

Um impulsivo e a Ansiedade

Um intelectual e a Ansiedade

Um sentimental e a Ansiedade

Um manipulador e a Ansiedade

Equipe Comportamento e Saúde (Sandro Tubini, psicólogo)

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0