Quais são os medos mais comuns das crianças?

Quais são os medos mais comuns das crianças?

my-portfolio

"As crianças conseguem sentir todas as emoções, mas desconhecem como elas agem no organismo. Por isso, devemos ter muito cuidado com o medo, que é uma emoção potencializada pela imaginação", explica o Dr. Sandro Tubini, psicólogo.

Por que nossos filhos estão precisando tanto do divã?
Os filhos crescem, mas eu não vejo. Para onde eu olho?
Por que mostrar um livro para os bebês?

As fases da criança e os medos mais comuns

Os temores de cada criança variam e podem estar associados a experiências particulares. Uma criança que cai da bicicleta e é levada para o hospital pode desenvolver medo de hospital, de bicicletas ou até de um objeto menor associado ao trauma – jalecos ou estetoscópios, por exemplo.

“O mundo infantil e a imaginação da criança permite que as crianças façam os mais diversos tipos de associações, como por exemplo, brincar com bonecos de dinossauros e por isso, gostar de lagartos e cobras”. Ao mesmo tempo, “a necessidade dos adultos em conter os excessos das crianças e limitar seu comportamento faz com que surjam seres estranhos, como por exemplo, o bicho papão que não gosta de criança desobediente”, explica a Dra. Daniele N. Tubini (psicóloga e psicoterapeuta da Clínica de Comportamento e Saúde).

Mas existem alguns medos comuns a cada faixa etária. Conheça-os abaixo:

0 aos 6 meses – As reações de medo são relacionadas a ruídos fortes ou perda de segurança.

7 aos 12 meses – A criança pode começar a estranhar pessoas. Também surge o medo de altura.

1 ano – Aparece o medo da separação, manifestado quando ela se distancia dos pais. Também pode aparecer o medo de se machucar.

2 anos – A criança teme ruídos fortes, como o de aspirador de pó, ambulância, trovão; medo do distanciamento dos pais; ela estranha crianças e situações desconhecidas, como ter de entrar numa sala escura (como um cinema ou teatro).

3 anos – Surge o medo do escuro; continua o medo do distanciamento dos pais; ela se assusta com máscaras ou rostos cobertos (palhaço, pessoas fantasiadas).

4 anos – A criança pode desenvolver medo de animais e de ruídos noturnos.

5 anos – Surgem os medos de “pessoas más” (ladrão, homem do saco, bicho papão).

6 anos – A fase é dos medos fantásticos: fantasma, bruxa, bicho papão. Também costumam aparecer o medo de dormir sozinho e da morte.

Equipe Comportamento e Saúde (IG)

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0