O chip do amor aumenta os hormônios

O chip do amor aumenta os hormônios

my-portfolio

Na maioria dos casos as questões circunstanciais são grandes fatores desestimulantes do ponto de vista psicossexual, pontua o Dr. Sandro Tubini, psicólogo.

Ser grato ajuda a viver melhor e mais feliz
Dormir bem deixa as pessoas menos medrosas
Você tem vergonha de amar?

Hormônios à flor da pele

É fato que a tecnologia está ajudando muito a saúde, mas agora a novidade é implantar um chip no corpo para ajudar a vida sexual da mulher.

O implante é feito sob a pele, na forma de um tubinho de silicone e que libera a cada 24 hr uma quantidade variável entre 0,3 mg e 0,6 mg de testosterona no organismo burlando o caminho comum da aplicação oral e não correndo o risco de sobrecarregar o fígado.

Apenas 30% das mulheres que apresentam falta de apetite sexual possuem realmente um baixa hormonal, como  afirma Dr. Sandro Tubini (psicólogo e psicoterapeuta da capital), “Na maioria dos casos as questões circunstanciais são grandes fatores desestimulantes do ponto de vista psicossexual, tais como o estresse com o trabalho ou até mesmo um relacionamento desgastado pelo tempo e pela falta de renovação”, explica o especialista, “Nestes casos não há medicamento que resolva, pois a desmotivação que a pessoa está vivendo é muito maior do que o possível prazer, por isso é importante saber a verdadeira causa da falta de líbido e isto muitas vezes se descobre apenas através da psicoterapia”, completa.

Equipe Comportamento e Saúde

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0