Os casais estão deixando de fazer sexo

Os casais estão deixando de fazer sexo

my-portfolio

Atualmente a vida nos impõe uma intensa carga de atividades e nosso estilo de vida é rico em diversidades, por isso a questão é saber escolher, norteia o Dr. Sandro Tubini, psicólogo.

Pet Dog Hotel: Pleno Cão
Coaching de pais: Chupeta
Luta contra bullying nas escolas vira lei

Agora não, amor

O que era inadiável parece estar perdendo espaço para outras atividades, pois namorar deixou de ser uma prioridade. É mesmo difícil de acreditar, mas contra fatos não existem argumentos. Realmente, o sexo está se tornando uma questão de conveniência e não mais de vontade, de acordo com a pesquisa da Lovehoney.

Veja os números que comprovam o comportamento sexual dos casais:

  • 72% esperam momentos mais apropriados;
  • 28% apenas têm relações quando estão com mais vontade;

E têm mais:

  • 65% preferem fazer sexo à noite (entre as 23 e 1h);
  • 20% preferem a parte da manhã;
  • 10% preferem a parte da tarde e;
  • 5% preferem o início do anoitecer.
A especialista em relacionamentos, Dra. Tracey Cox explica que:
  • “Isso sugere 2 coisas: primeiro, que nossas vidas são incrivelmente ocupadas e estressantes. Segundo, que não fazemos do sexo uma prioridade”;
  • Tempo e energia, “Fazer isso tarde da noite, na cama, no fim de um dia cansativo, não é o ideal para uma sessão com uma alta satisfação sexual”;
  • Dicas, “O meio da tarde é geralmente quando estamos com os hormônios prontos e desejamos sexo”.

O que fazer?

O Dr. Sandro Tubini (psicólogo e psicoterapeuta da Clínica de Comportamento e Saúde) explica que,“Atualmente a nossa vida nos impõe uma violenta carga de atividades a serem feitas, isto nos desfoca de outras atividades íntimas (como a sexualidade ou até mesmo a espiritualidade). É importante tentarmos responder a esta pergunta: O que é o mais importante para mim? Com isso poderemos relembrar qual é o nosso verdadeiro objetivo e passar a pensar mais nele. Se for sexo, pense mais em sexo e converse mais com a pessoa amada sobre o assunto e ainda: mande emails, torpedos, fotos via celular, etc. Exercite a mente a se permitir fazer o que você realmente quer”.

Equipe Comportamento e Saúde

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0