Vida sexual ativa é a verdadeira fonte da juventude

Vida sexual ativa é a verdadeira fonte da juventude

my-portfolio

A valorização da atividade sexual nos casais de meia idade e idosos é fundamental para se romperem tabus e preconceitos ainda existentes, esclarece o Dr. Sandro Tubini, psicólogo.

Mãe pune filha pelo bullying e dá exemplo
Pet Dog Hotel: Pleno Cão
Estão tentando tirar o controle dos pais sobre seus filhos

Sexo é a fonte da juventude

A relação amor, sexo e vida é uma tríade fundamental para a vida orgânica e psíquica, afinal sem amor não há sonhos, sem sonhos não há motivação, sem motivação não há vontade e sem vontade não há nada, especialmente, sexo.

Uma vida sexual ativa traz grandes benefícios para casais que não são tão jovens, é a principal afirmação da pesquisa que o Dr. David Weeks (psicólogo clínico britânico) concluiu e nela ele explica que o sexo é um dos segredos para preservar a juventude, inclusive, possibilitando sensações e aparências mais jovens, se dá através da atividade sexual. Isto tudo foi explicitado na conferência anual Faculty of the Pshycology of older People (Colchester, Inglaterra). Veja:

  • “Quando as pessoas pensam no envelhecimento, são tomadas por estereótipos negativos ou mito, estes fatores geram sentimentos proibitivos irracionais, que tornam as experiências sexuais menos satisfatórias para ambos os parceiros numa relação;
  • “A sexualidade não é uma característica das pessoas mais jovens e não deveria ser vista como tal”;
  • “A qualidade das manifestações sexuais em adultos mais velhos é, normalmente, um indicador de boa saúde e bem estar”;
  • Um estudo sobre doenças cardiovasculares em 1997, mostrou que o risco de mortalidade entre os homens com orgasmos frequentes (2 vezes/semana) era 50% inferior do que entre aqueles que não tinham vida sexual regular”.
Impacto no comportamento e na saúde

O Dr. Sandro Tubini (psicólogo e psicoterapeuta da Clínica de Comportamento e Saúde) explica que:

  • “Essa pesquisa é de grande importância para reforçar o comportamento dos casais que já vivem esta comunhão sexual e deve estimular para que continuem desta forma, afinal em time que está ganhando não se mexe”;
  • “A comprovação científica da importância sexual nos casais de meia idade e idosos, visando a saúde orgânica e psíquica é fundamental para se romperem tabus e preconceitos existentes nas famílias;
  • “O principal cuidado que se deve ter com essa possível alteração do comportamento sexual é evitar que o sexo se torne algo mecânico e obrigatório pelo fato de: ‘fazer bem para saúde’. Antes de tudo deve existir a vontade de se relacionar. Se não estiver havendo essa motivação afetiva é sinal de algo não está bem e é hora de procurar um psicólogo”.

Equipe Comportamento e Saúde

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0