A armadilha de se viver em busca do prazer

A armadilha de se viver em busca do prazer

my-portfolio

"É como fumar: a princípio é uma escolha impensada, que logo se torna um hábito, depois um vício e que por fim, te faz de escravo por toda vida", compara o Dr. Sandro Tubini, psicólogo.

Ser grato ajuda a viver melhor e mais feliz
A diferença entre o otimista e o pessimista
A felicidade permeia desde a frustração até a resiliência

Busca pelo prazer

Em nossa sociedade existe uma ideia comum que é a de que devemos ser felizes. Isto acaba se tornando uma regra geral que passa a ficar embutida em nossas mentes e que é pouca falada, mas muito procurada. Mas será que isso é dá certo?

É claro que à primeira vista, de maneira quase espontânea, a resposta que se passa em nossa mente para tentar resolver este problema de como conseguir alegria ou felicidade, imagina-se que é termos aquilo que desejamos, e por consequência obter algo que complete nossa necessidade. Será?

A maioria das pessoas vive a vida com essa ideia em mente, o que é um risco muito grande, pois podemos estar simplificando algo que é um pouco mais profundo.

A felicidade está na coisas simples

Para se ser feliz, não é necessário viajar para a Disney, comprar um carro importando ou fazer um MBA. Só para começar, para se ser feliz não se começa pelo “lado de fora” na busca em se ter coisas, mas sim, pelo “lado de dentro” num processo de compreensão da vida e por fim, sabendo-se viver.

Na realidade, a felicidade começa na mente, em um determinado ponto dentro de você e esta “tal” felicidade acaba sendo o resultado deste processo causado pela consciência de ser melhor para si mesmo. Com isso é comum que mudanças ocorram na vida e você passe a:

  1. Ter iniciativas
  2. Viver novas descobertas
  3. E sentir mais confiança

O impacto no comportamento e na saúde

O Dr. Sandro Tubini, psicólogo, explica que a armadilha está em:

  1. “Viver em busca do prazer faz com que seu referencial mental fique focado mais no racional e pouco no emocional. É claro que eu sei que evitar o desprazer é algo todos tentam fazer e por isso, as pessoas vivem fugindo, com medo de errar e se frustar. O grande problema é que agir por causa do medo é estar sob pressão e isto geralmente causa uma escolha perigosa, por vezes mal pensada ou até mesmo, sofrível. Lembre-se: Toda a dor vem do desejo de não sentirmos dor”.

Equipe Comportamento e Saúde

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0