Trauma

Trauma

my-portfolio

"Não importa o quão forte você pensa ser, os traumas sempre deixam cicatrizes profundas e martirizam os pensamentos", afirma o Dr. Sandro Tubini, psicólogo

Como o jogo de cintura influencia os relacionamentos?
Mãe pune filha pelo bullying e dá exemplo
Coaching de Pais: Limite

O que é um trauma?

A palavra trauma é grega e seu significado é ferida.

O trauma é um dano psíquico que ocorre como resultado de algum acontecimento (equivalente ao estresse violento) que tem efeitos profundos e dolorosos sobre a personalidade, muito comum na infância e que muda o curso normal de desenvolvimento do indivíduo por toda a vida.

A partir da vivência de um trauma, a pessoa passa a ter comportamentos causados pelas lembranças do ocorrido, nestes casos a patologia passa a ser conhecida como Transtorno de Estresse Pós Traumático, que é causada pelos efeitos de um trauma.

Nestes casos ela se torna uma enfermidade que tem como característica predominante a perturbação psicológica que afeta seu humor, sua condição física, mental e principalmente, o seu comportamento.

Quais são os sintomas característicos de quem possui um trauma?

Quanto à sintomatologia geral, pode variar de pessoa para pessoa, sendo estes os sintomas mais comuns:

Sintomas físicos

  • Palpitações;
  • Perda de apetite;
  • Náuseas e diarréia;
  • Vertigens e tonturas;
  • Falta de ar ou sensação de fôlego curto;
  • Tensão ou dor muscular sem causas detectadas;

Sintomas psíquicos

  • Insônia;
  • Isolamento;
  • Anestesia Emocional;
  • Recordações aflitivas do evento;
  • Preocupação excessiva (Hipervigilância);
  • Perda de concentração e memória (Amnésia);
  • Inquietação, impaciência e irritabilidade;
  • Resposta exagerada à surpresa.

Fonte: Organização Mundial da Saúde

Quais são as causas de se adquitir um trauma?

Fatores Psicológicos.

  1. Perturbações e Eventos ocorridos durante o Desenvolvimento e a Formação da Personalidade caracterizam um quadro propício para o surgimento da enfermidade.
  1. Exposição a circunstâncias penosas que são persistentemente revividas em recordações, sonhos ou até fazem parte do cotidiano do indivíduo.

Fator Sócio-cultural. O meio a que o indivíduo é submetido (violência, economia instável e as características atuais do trabalho) pode ser favorável para o surgimento de um trauma.

Quem tem mais chance de ter um trauma?

  • Crianças submetidas às situações de abuso sexual, físico, emocional ou mental;
  • Crianças carentes de bem estar (biológico, psicológico, familiar ou social);
  • Pessoas envolvidas em sequestro, acidente grave de carro, morte, separação conjugal, violência doméstica e até mesmo falência da empresa;
  • Pacientes diagnosticados com doenças potencialmente graves ou mortais;
  • Profissionais expostos à situações de risco como: bancários, seguranças, policiais e bombeiros.

Importante1: No filme Tropa de Elite, o personagem da polícia, o Capitão Nascimento mostra sintomas claros de Síndrome do Pânico causados pela exposição à circunstâncias penosas (Trauma).

E quem não trata o trauma?adult-18792_640

A demora para o tratamento leva a muitos prejuízos individuais (orgânicos e psíquicos) e as doenças psicológicas surgem como a principal conseqüência dos desajustes dos processos psicológicos do indivíduo.

A curto prazo, o trauma gera um estado de choque (tensão, insegurança e apatia) seguido de um Estresse Agudo e por fim gera lembranças dolorosas do evento traumático (re-experiências e flash backs).

A longo prazo, o trauma causa o “esgotamento” que acaba levando à manifestações de doenças psicológicas tais como: Estresse Crônico, Fobias, Isolamento, Pânico, TOC, Depressão, Tristeza Aguda, Embotamento Emocional, Pensamentos Suicidas,   Abuso de Substâncias ou Dependência Química. Você sabia?

Como é feito o diagnóstico e o tratamento de um trauma?

Como não existe um exame laboratorial específico para o diagnóstico da Ansiedade é fundamental a avaliação de um especialista em Saúde Mental (profissional psicólogo e/ou psiquiatra).

O mais indicado nestes casos em que a fragilidade psíquica do indivíduo fica evidente é o tratamento psicológico, a conhecida PSICOTERAPIA (que pode ser combinada com medicamentos em alguns casos).

Mas para que não haja evolução deste quadro é fundamental o apoio da família e amigos, pois o preconceito pode ser uma barreira ao tratamento.

Portanto no caso do aparecimento de alguns  dos sintomas descritos, não hesite em procurar um especialista em Saúde Mental (profissional psicólogo e/ou psiquiatra), juntos eles indicarão o melhor tratamento para o alívio desta enfermidade.

Importante: Remédios são importantes aliados, mas o tratamento psicológico é imprescindível.
Fonte: Organização Mundial da Saúde

Equipe Comportamento e Saúde

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0