Hoje em dia a adolescência começa mais cedo?

Hoje em dia a adolescência começa mais cedo?

my-portfolio

A aceleração de amadurecimento pode até ser comum nos dia de hoje, o que não significa que seja saudável, tão pouco, normal", explica o Dr. Sandro Tubini, psicólogo.

O que fazer com o medo do escuro das crianças?
Pais viciados em smartphones afetam comportamento dos filhos
Cães podem prever crise em diabéticos

Adolescência “perdida”

Pois é. Até pouco tempo atrás, a adolescência tinha início entre os 16 e 17 anos de idade, mas hoje em dia esses números parecem estar diminuido.

É possível lembrar de fase onde todas as crianças e também muitos pais iam dormir às 21 horas, afinal o mundo que conhecemos era bem diferente de hoje. Na tv, não se tinha programação permitida para menores de 14 anos após às 20 hrs e também, não era hábito ir se dormir tarde. Enfim, eram outros tempos, tempos em que a comunicação e entretenimento era um recurso limitado para adultos e o conceito de limite era praticado inconscientemente pelas famílias.

No entanto, hoje em dia, existem diversas programações nos canais de tv à cabo e é claro, em “algumas” casas existem tvs dentro dos quartos (de pais e filhos), mesmo sendo o oposto do recomendado por diversos especialistas. Os celulares também se tornaram “febre”na mão dos adolescentes e com acesso à internet se tornou mais uma porta de conhecimento para todos os usuários, sejam adultos maiores de 18 ou não.

Todas estas mudanças que vem ocorrendo em nossa vida e sua combinação de fatores estão influenciando diretamente nas famílias e nos processos de desenvolvimento dos filhos, em especial a precocidade da adolescência.

Adolescência antes da hora

Por este motivo, hoje, as crianças começam a receber estímulos muito mais cedo do que a grande maioria das pessoas. Com a facilidade de comunicação e vasta disponibilidade de entretenimento, tudo ficou mais rápido, inclusive a chegada de informação sobre a adolescência e sobre a descoberta da sexualidade.

Quem nunca viu meninas muito novas com as unhas pintadas e usando sapatos de salto alto? “Percebemos que as crianças de 9, 10 anos já estão preocupadas com o aspecto físico”, afirma Birgit Möbus, psicopedagoga da Escola Suíço-Brasileira, de São Paulo.

Isso é normal?

“Essa aceleração no processo de amadurecimento pode até ser comum nos dia de hoje, o que não significa que seja saudável, ou tampouco, que possa ser encarado como normal”, explica o Dr. Sandro Tubini, psicólogo e psicoterapeuta da Clínica de Comportamento e Saúde.

A Dra. Daniele Tubini, especialista e responsável pelo setor infantil da Clínica de Comportamento e Saíude destaca:

Ter acesso a uma informação imprópria (precoce para certa idade) não faz com que um jovem pre-adolescente se encontre preparado para compreender o real significado de tal ato e tampouco, que possua consciência o suficientemente capaz de absorver a profundidade e desdobramentos que certas atitudes exigem.

Isso tudo é próprio da imaturidade, que é um período de formação, inocente e descontraído. Já a maturidade é um processo natural e que leva um tempo para se atingir o ponto necessário, só com a maturidade é possível uma pessoa conseguir agir adequadamente e suportar algumas responsabilidades”.

Por isso, é importante não forçar a criança a “crescer” antes da hora, afinal cada um tem o seu ritmo e velocidade, por isso ocorrem variações de criança para criança. O principal é termos respeito por seu ritmo e por cada fase da vida deles.

Equipe Comportamento e Saúde

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0