HomeFamíliaInfância

Bullying gera estresse no contexto escolar

O bullying é uma situação agressiva e desagradável que ocorre repetidas vezes contra a mesma criança, explica o Dr. Sandro Tubini, psicólogo.

37 perguntas divertidas para iniciar uma conversa com seu filho
Quais são os medos mais comuns das crianças?
Será que meu filho está sofrendo bullying?

Bullying na escola

O bullying desencadeia nas vítimas uma série de traumas que afetam todo o curso normal de desenvolvimento que tenta-se proporcionar aos filhos. Entenda, com ajuda de especialistas, como esta agressão é percebida pela vítima e pelos observadores que cercam a situação.

Todos os dias, alunos do mundo todo sofrem com um tipo de violência que vêm mascarada na forma de “brincadeira”. Estudos recentes revelam que esse comportamento, que até a bem pouco tempo era considerado inofensivo e que recebe o nome de Bullying, pode acarretar sérias conseqüências ao desenvolvimento psíquico dos alunos, gerando desde leves transtornos psíquicos até, em casos mais extremos, o suicídio e outras tragédias.

“De forma geral, o senso comum cita esta problemática como problemas na auto-estima tanto no agressor quanto na vítima, mas não é apenas isso. O que ocorre na verdade na mente de uma criança vítima desta agressão é uma seqüência violenta e ininterrupta de estímulos conhecido também como Estresse ou Trauma e que dependendo do grau, influencia o curso normal de desenvolvimento. Esta situação ANORMAL causa uma interrupção ou inibição no desenvolvimento da personalidade da vítima e poderá comprometer seriamente a formação de sua personalidade e, por conseqüência, toda a sua vida futura”, explica o Dr. Sandro Tubini (psicólogo e psicoterapeuta da Clínica de Comportamento e Saúde).

O Bullying se apresenta de várias formas. Veja abaixo as principais maneiras que o seu filho pode ser abordado na escola:

  • Ofensas;
  • Gozação;
  • Agressão;
  • Isolamento;
  • Humilhação;
  • Discriminação.

Veja os números:

  • 34% dos jovens entrevistados, adolescentes com idade entre 12 e 16 anos, afirmam já terem sido vítimas de algum tipo de violência na escola;
  • 63% deles relatam ter testemunhado a agressão de alguns colegas.

“Muito pouco se fala sobre as questões psíquicas que envolvem diretamente o Bullying. O sofrimento vivido pelas vítimas desta agressão causam um elevado nível de Estresse. O Estresse por sua vez é uma psicopatologia que pertence ao grupo dos Transtornos de Ansiedade e portanto, os pais e professores, devem ficar atentos, para a ativação de mecanismos antibullying e imediato tratamento psicológico, a conhecida psicoterapia. Quanto a interação medicamentosa, não se torna necessário na maioria dos casos, porque é uma circunstância causal cujo prognóstico é positivo se tratado no inicio”, completa a Dra. Daniele N. Tubini, psicóloga e psicoterapeuta da Clínica de Comportamento e Saúde.

Equipe Comportamento e Saúde

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0