Homens calados, mulheres irritadas

Homens calados, mulheres irritadas

my-portfolio

Você se irrita de reclamar tanto e do parceiro sempre ficar quieto?

Coaching de Pais: Autismo
A diferença entre o otimista e o pessimista
20 razões para você ter um cachorro

Um gesto vale mais que mil palavras

Sempre ouço muito das mulheres que seus maridos ou namorados não conversam, não se abrem com elas… e o que fazer nestes casos? A principal reclamação é que os homens não dizem o que sentem, logo eles que são tão corajosos, objetivos e até agressivos.

A diferença dos gêneros na hora de se comunicar, a quantidade de palavras que eles ou elas dizem não difere muito na hora de uma conversa animada, mas na hora da famosa DR, eles travam. E aí?

Questionar-se e se posicionar

  • Tome atitudes e não somente fale, assim também você estará promovendo mudanças no relacionamento;
  • Veja se você não está cobrando seu marido/namorado de atitudes que podem ser dificuldades suas, como por exemplo: reclamar que ele chega tarde em casa, quando é você que não gosta de ficar sozinha;
  • Pense se você fica nervosa por ele não falar nada porque você está dependendo de uma fala dele para que você tome uma atitude;
  • Avalie se você diz que ele não a escuta, mas na verdade pode ser você que não consiga falar sobre suas insatisfações na hora certa e acaba segurando e explodindo depois, se fazendo difícil de ouvir.

Mas e o papel dele?

Quando você abre o diálogo, pressupõe-se que você esteja disposta a falar e também a ouvir o que ele tem a dizer. Ouça-o, mesmo que ele não se aprofundar no assunto, escute também o que ele tem a dizer sobre você, respeitando o silêncio, caso ocorra.

O impacto no comportamento e na saúde

Veja a posição de nossa especialista em relacionamento, a Dra. Daniele N. Tubini (psicóloga e psicoterapeuta da Clínica de Comportamento e Saúde), “Estas dicas sobre o relacionamento valem também para os homens. A empatia pelo outro é necessária dos dois lados, uma vez que o sucesso e o fracasso dos relacionamentos está sempre atrelado às atitudes dos dois. Aí vale o ditado: quando um não quer… dois não brigam, dois não se resolvem, dois não ficam juntos”.

Equipe Comportamento e Saúde 

COMMENTS

WORDPRESS: 0
DISQUS: 0